COMPARTILHE

Na estreia de Moçambique num Campeonato do Mundo de basquetebol feminino na categoria de sub-19 as “Samurais” voltaram a vencer neste domingo (28) a Tailândia e colocaram-se como a 15ª melhor selecção mundial. Chanaya Pinto confirmou o seu estatuto ao encestar 104 pontos posicionando-se como a quinta melhor marcadora da prova.

Eliminadas dos oitavos-de-final pela China, na passada sexta-feira (26) as “Samurais” voltaram a não começar bem o jogo diante da Coreia do Sul que lhes poderia ter mantido na luta do 9º lugar.

Perderam o 1º período por 12 -20 pontos e no 2º período encestaram apenas 6 pontos, contra outros 20 das sul-coreanas. Depois do descanto tentaram o tudo por tudo e venceram o 3º período por 19-10 pontos mas não tiveram forças para suplantar a Coreia do Sul que venceu por 50-63 pontos.

No sábado (27) a nossa selecção voltou para a quadra da Arena de Bangkok Thai-Japan Youth para disputar o 13º lugar voltando a enfrentar a Letónia, com quem havia perdido na fase de grupos.

Chanaya Pinto até abriu o placar com uma “bomba” e Moçambique disputou cada ponto durante o 1º período que as letãs venceram por 13-11 pontos. O 2º período também foi renhido com o placar sempre muito próximo até perto do final quando a Letónia abriu uma vantagem de 32-28 pontos.

No regresso do intervalo as letãs aceleraram e as “Samurais” viram-nas jogar e ampliar a vantagem até 52-35 pontos. No derradeiro período Moçambique até marcou mais pontos mas não foram suficientes para evitar a derrota por 63-49 pontos.

Na disputa pelos dois últimos lugares do Mundial a nossa selecção voltou a quadra neste domingo (28) diante da Tailândia que depois da derrota no jogo da estreia contrariou bem o jogo das pupilas de Leonel Manhique tendo empatado o 1º período a 12 pontos. Mas as “Samurais” voltaram a mostrar a sua garra e passaram para a frente do placar saindo para o intervalo a vencer por 26-21 pontos.

No 3º período Moçambique impôs o seu melhor basquetebol e construiu uma vantagem de 17 pontos que no derradeiro período alargou para 30 pontos, 68-38 foi o resultado final em mais uma partida onde Chanaya Pinto liderou a selecção de jovens “Samurais”.

A extremo-poste encerrou o seu primeiro Mundial com 104 pontos, quase um terço dos 374 marcados pela selecção nacional, posicionando-se como a quinta melhor marcadora da prova, faltaram apenas 9 pontos para igualar a melhor que foi a sul-coreana Jihyun Park.

Os Estados Unidos da América recuperam o título perdido em 2017 para a Rússia vencendo a Austrália por 74-70 pontos e têm agora sete títulos Mundiais. A selecção do Mali, campeã africana, classificou no 7º lugar da competição que decorreu na Tailândia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here