COMPARTILHE

O anúncio da data do arranque da maior prova futebolística do país foi feita pelo Presidente da LMF, Ananias Coana, que deu conta que a mesma foi encontrada após se concluir que os clubes que foram afectados pelo ciclone Idai a essa altura já estariam recompostos e prontos para tomar parte na prova, particularmente no que diz respeito ao reerguer das suas infraestruturas.

Nesta reunião não foi abordada a questão do modelo para o Moçambola 2019, pelo que continuará a vigorar o modelo acordado na última Assembleia Geral da Liga Moçambicana de Futebol que determinou que a 17ª edição da prova irá decorrer com os clubes divididos em duas séries (Norte/Centro e Sul) de oito clubes cada uma

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here