COMPARTILHE

“Na história do futebol, só existiram três gênios da bola: Pelé, Maradona e Messi. Obviamente, este é apenas o meu pensamento. Maradona e Messi não só conseguiram pensar em jogadas brilhantes como também conseguiram colocá-las em prática”, opinou o comentarista, rasgando elogios ao argentino. “Juntamente com Pelé, foram e continuam a ser jogadores únicos e impressionantes”, completou, excluindo Cristiano Ronaldo.

A repercussão dos comentários foram gigantes, já que o ex-técnico disse tudo isso um dia depois de CR7 marcar um hat-trick, virar o jogo de forma improvável contra o Atlético de Madrid e protagonizar mais uma noite mágica na Champions League.

“Ronaldo é um jogador extraordinário. Ele é muito forte, ajuda as equipes onde está a ganhar tudo, mas Messi é um gênio”, argumentou o treinador italiano, comparando os dois grandes jogadores do futebol moderno.

“Enfrentei Messi quando ele tinha 16 anos e fiquei atônito. Ele fazia 20 anos atrás o que faz hoje porque é um gênio. Inventa coisas que mais ninguém vê. Ronaldo se tornou um campeão, não um gênio“, polemizou Capello.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here